Para especialista, medida é uma oportunidade para construir uma relação de visão de carreira para profissional – Foto: Google

Como já previsto, o eSocial passou a valer para todas as empresas do Brasil independentemente da sua estrutura. Com a medida, o Governo Federal passou a centralizar e a organizar as informações prestadas pelo empregador sobre seus funcionários. “Porém, algo que chamo atenção é que muitas empresas não estão se atentando para os impactos que a Estrutura de Cargos e Salários poderá causar na qualidade e legalidade das informações”, alerta o consultor em recursos humanos, Celso Bazzola.

Ao encaminhar as informações para o eSocial, do momento da admissão até a demissão de um empregado, todas as informações relacionadas com o cargo, salário e sua classificação também serão enviadas. Essa informação impactará diretamente em algumas questões como a inclusão e o atendimento a cotas dos aprendizes, PCD’s (profissionais com deficiência), comparativos de isonomia salarial artigo 461 da CLT.

“Portanto, estruturar o quadro de carreira, descrições de cargos, políticas internas salariais torna-se condição tão importante quanto os itens admissionais, férias e demissionais”, ensina o especialista. Ele, contudo, vê com bons olhos essa questão e uma oportunidade para construir uma relação de visão de carreira e justiça de remuneração, onde haja de forma clara a definição de carreira e a valorização dos profissionais que realmente estão engajados para o resultado e crescimento da empresa.

Bazzola, portanto, recomenda “que todas as empresas analisem sua forma de gestão de carreira, adequando de forma criteriosa sua estrutura de Cargos e Salários, a fim de não impactar em falhas levando a empresa sofrer sanções legais”.

Segundo ele, ao definir uma estrutura organizacional, critérios, sequência de carreira e adequação das habilidades do ocupante as necessidades do cargo, todos ganham, pois a empresa estará garantindo a qualidade nos resultados e a retenção e atração de talentos devido a forma que valoriza seus profissionais.

Fonte: It Fórum 365